Солярис. Серия 2 (фантастика, реж. Андрей Тарковский, 1972 г.)

Солярис. Серия 2 (фантастика, реж. Андрей Тарковский, 1972 г.)

SUBTITLE'S INFO:

Language: Portuguese

Type: Human

Number of phrases: 466

Number of words: 3249

Number of symbols: 15238

DOWNLOAD SUBTITLES:

DOWNLOAD AUDIO AND VIDEO:

SUBTITLES:

Subtitles prepared by human
00:01
SOLARIS Segunda Parte - Entre. - E você? Depois de você... Tenho que fechar a porta. Confortável? Sim, vem rápido. Você deveria pelo menos bater. Achei que você falava com alguém. Mais um motivo! E então, recebeu visitas? Vejo que cuidou disso direitinho. Bem, você vai sobreviver. Esperava que fosse mais... moderado no começo. Narcóticos, veneno, barbitúricos, hã? Se veio aqui só para satirizar, melhor ir embora. Não vá me dizer que você não tentou uma corda ou um machado? Ou que não atirou um tinteiro, como fez Luther? Você apenas a trancou lá, pressionou o botão e pronto! Na próxima, não entre em pânico. Faça o lançamento do corredor. - Você sabe o que era? - Não.
04:47
Ainda não temos uma teoria sobre isso, enfim. - Quem era ela? - Ela morreu a dez anos atrás. Você viu a materialização de alguém que você acha que conheceu. - Qual era o nome dela? - Hari. Tudo isso começou depois que fizemos experiências com os raios-X. Queríamos testar o Oceano, e então varremos a superfície usando raios de alta intensidade. Sim, mas isto é... Você tem sorte. Essa mulher é apenas parte do seu passado. Imagine se você tivesse visto alguém ou algo que você desconhecesse, algo vindo dos confins da sua alma. Não entendo o que quer dizer... Parece que, de alguma forma, o Oceano sondou nossos centros cerebrais, e extraiu daí pedaços isolados da nossa memória. - Acha que ela vai voltar? - Ela voltará e não voltará. - Hari, a segunda... - Poderá haver várias delas. - Porque você não me avisou? - Você não acreditaria. Eu me assustei e não reagi muito... Não seja duro com você mesmo...
06:21
O ponto é destruir a estação. Esta é minha missão. Se eu preparar um relatório, você o assina? E se ela for o contato que estamos esperando a tanto tempo? Aqui, toda noite é uma benção. De alguma forma me lembra a terra. Você também pode amarrar tiras de papel nas saídas de ar. À noite, o barulho parece com o ruflar de folhas no escuro. A idéia é de Guibariane. Como tudo que é genial, é tão simples! Sartorius disse que não passamos de tolos sentimentais, mas ele tem alguma coisa escondida no armário. Tente e descanse um pouco. Nos reuniremos na biblioteca mais tarde. Preparei uma lista de livros para você. Snout, é você? Kris, onde está você? Venha aqui. É tão escuro... Venha, não tema! A porta se abre pelo outro lado! Não tenha medo. Eu volto logo. Quando vi que você não estava lá, eu senti tanto medo... Oi Kris! Mal posso ouvi-lo. O que você está fazendo agora?
13:54
Nada. Sartorius quer nos encontrar no laboratório. Sim, estarei logo com vocês. Kris, o que há de errado comigo? É epilepsia? Esta é minha esposa. Como vai? Olá. Estávamos esperando por você. Não pude sair antes. - São seus? - Não, são de Snout. Pelo que pude observar, eles estão estruturados... Vamos chamá-los de "Visitantes". Enquanto nossa estrutura é atômica, a deles é baseada em neutrinos. Mas todo sistema de neutrinos deveria ser instável. Solaris deve emanar algum campo magnético, que os estabiliza. O seu espécime é excelente! Ela é minha esposa! Parabéns. Estou encantado. Tire uma amostra do sangue da sua "esposa". - Para que? - As coisas ficarão mais claras. O que você acha, Snout? Estou de saco cheio de vocês! Usei ácido para dissolver o sangue, mas ele se regenerou sozinho.
17:27
Auto-regeneração? Imortalidade! O dilema de Fausto. Não há necessidade de algodão. Você está apto para realizar uma autópsia? Ela é minha esposa. Você não entende? Seria mais desumano fazer uma experiência com coelhos na Terra. Seria como cortar minha própria perna. Doeu quando você quebrou a porta? Dor? Claro! Se eu pegar você fazendo qualquer coisa com ela... Você tem sorte de ter estabelecido um contato emocional com eles. Pode parecer prazeroso, mas... - O que? Sente inveja? - Talvez. Não, você não pode sentir culpa, a culpa é minha. Quando você se tornar um coxo sem esperança, pode nos procurar, lhe daremos um par de muletas. - É culpado perante quem? - Perante você, entre outros. Meu pai filmou a maior parte, eu fiz alguns pedaços. Você sabe... Eu não conheço nem a mim mesmo. Quem sou eu?
22:39
Fecho meus olhos e não sei dizer como é meu rosto. Você sabe quem você é? Sim, todos os humanos o sabem. Aquela mulher no casaco de peles, ela me odiava. Ela morreu faz tempo, muito antes de nos conhecermos. Não brinque comigo. Lembro que vim para o chá, e que ela me disse para sair da casa. Saí no mesmo instante, lembro-me muito bem. O que aconteceu depois? Depois, parti. Aquela foi a última vez que nos vimos. Para onde você foi? Para uma outra cidade. - Porque? - Fui transferido. Por que você não me levou? Porque você se recusou. Sim, lembro-me disso. Desculpe, eu pensei que você estava acordado. O que aconteceu? A taxa de regeneração diminuiu. Por duas ou três horas podemos nos livrar dos nossos visitantes. E você me aparece no meio da noite para dizer isso? Direi exatamente porque vim. Imaginamos que já que o Oceano extrai dados de nossos visitantes enquanto dormimos, poderia ser útil transmitir-lhe nossos pensamentos enquanto acordados.
25:20
- Sim, mas como? - Com os raios-X. Talvez ele entenda a mensagem e nos poupe dessas aparições. Suas teorias imbecis sobre raios-X e a grandeza da ciência, de novo? Modularemos o raio de acordo com as ondas cerebrais de um de nós. E um de nós quer dizer eu, não é? Uma transcrição dos meus pensamentos? E se eu quiser que ela morra, que ela desapareça? Dar tudo de volta para essa... geléia gigante? Já se infiltrou em minh'alma. Kris, estamos perdendo tempo. Sartorius tem um outro projeto. O aniquilador. Para destruir somente sistemas de neutrinos. Chantagem? Eu o convenci que deveríamos começar com o encefalograma. E mais uma coisa... Por agora, esqueça disso tudo. Amanhã é meu aniversário. Você está convidado. - Você está tentando consertá-lo? - Sim, estou. Não tão alto, ela está dormindo. Então ela já sabe como dormir? Isto vai terminar mal.
26:40
O que você propõe então?? Nada. Você virá? Para a biblioteca amanhã? Arrumaremos a mesa. Pelo menos não há janelas lá. Enquanto isso vejamos como está Sartorius. Ela está dormindo. E se ela nos seguir? Tente deixar a porta destrancada dessa vez. Que porta? É apenas uma miragem. Estarei de volta logo. Onde você vai? Perdoe-me! Porque você não está dormindo? Você não me ama. Pare com isso. - Temos que conversar. - Sobre? Eu não sei de onde vim. Você sabe? Do que você está falando? Se você sabe, e se você não pode me dizer, por algum motivo, talvez, algum dia, você me dirá, Kris? Do que você está falando? Não estou entendendo nada. Você não vai dizer, você tem medo.
30:39
Então eu tenho que dizer a você. Eu não sou Hari. Hari está morta... Ela se envenenou. E eu sou outra pessoa. - Com quem você esteve falando? - Sartorius me disse. Quando? Ontem à noite? Teria sido menos doloroso se tivesse ouvido isso de você. Ah, meu Deus! Qual a diferença? Como você vive com isso o tempo todo? Você amou alguém? Você pensava em mim? Sim, às vezes, mas nem sempre. Sempre que me sentia infeliz. Parece que estão fazendo uma espécie de jogo conosco E quanto mais eles jogam, pior será para você. Queria saber como ajudar você. A garota, a outra, o que aconteceu com ela? Discutimos. No final, discutíamos o tempo todo. Fiz as malas e a deixei. Ela me fazia entender... Não o dizia em palavras... Quando se vive o tempo bastante com alguém, palavras são desnecessárias. Eu não achava que fosse tão sério, mas então me lembrei que havia deixado amostras do laboratório
32:43
na geladeira, e explicado a ela o seu efeito. Eu senti medo e queria ir vê-la, mas então pensei que ela acharia que eu tinha levado suas palavras a sério. No terceiro dia eu fui vê-la, afinal. Ela já estava morta. Havia uma marca de injeção no braço. Como essa? Por que você acha que ela fez isso? Creio que ela sentiu que eu não a amava mais. Mas eu amo você. Kris! Eu amo você tanto! Durma. Eu não sei como dormir. Parece que durmo, mas não é a mesma coisa. É como dormir dentro de um outro sono. Não vem de dentro de mim. Vem de longe. Ainda assim é um tipo de sono. Pelo jeito nosso herói não vai aparecer. - Por que? - Talvez ele tenha convidados. Oh, estamos todos aqui! Você está uma hora e meia atrasado. O que você está lendo? Tudo isso é puro lixo! Onde o coloquei... Que diabo... aqui!
36:41
Eles vêm a noite, mas um homem precisa das noites para dormir. Esse é o nosso problema. O homem perdeu o dom do sono. Melhor que você o leia, Estou um pouco superexcitado. "Señor, eu sei apenas uma coisa. Quando eu... Quando eu durmo, não sinto medo, nem esperança, nem trabalho, nem bençãos... Abençoado seja aquele que inventou o sono, essa balança que iguala o camponês e o rei, o simplório e o sábio. O sono profundo tem apenas um defeito - tem em demasia um quê de morte. Sancho, este é a coisa mais graciosa que você já disse." Bravo. Agora, permitem-me algumas palavras minhas? Proponho um brinde a Snout, à sua coragem e à sua devoção ao dever. À ciência e a Snout! À ciência? É uma fraude! Ninguém jamais resolverá este problema, nem gênio nem idiota!
38:21
Não temos a menor ambição de conquistar o cosmos. Queremos apenas estender a Terra até as fronteiras do universo. Não queremos mais mundos. Somente um espelho para ver a nós mesmos. Tentamos tão bravamente travar contato, mas estamos fadados ao fracasso. Parecemos ridículos buscando algo que tememos e que realmente não precisamos. O homem precisa do homem! A Guibariane. À memória de um homem. Apesar de que ele fez o que fez por medo. Não, Guibariane não tinha medo. Há coisas piores do que o medo. Ele morreu porque não viu nenhuma saída. Ele pensou que tudo o que acontecia, acontecia somente com ele. Todos aquelas lamentações não passavam de um Dostoyevsky de 2a. classe. Quem você acha que é para nos julgar? Pelo menos eu sei porque estou aqui. A natureza criou o homem para que ele adquirisse conhecimento. Na sua busca pela verdade, o homem está condenado ao conhecimento. O resto é não faz diferença.
40:08
Se você me permite uma pergunta, o que exatamente você está fazendo aqui? Que pergunta! Exceto pelos seus encontros com sua ex, nada parece lhe interessar. Passa seu tempo estirado na cama, dia após dia. É isso que você entende pelo seu dever? Perdeu o contato com a realidade. Para mim, não passa de um preguiçoso. Pare! - Brindemos a Guibariane. - Não, ao Homem! Está insinuando que ele não era um homem? Pare com isso, Kris! Não briguemos. Afinal, hoje é meu aniversário. Acho que Kris é mais racional que vocês. Nessas condições desumanas apenas ele agiu como um homem. Enquanto vocês dois pretendem que isto não lhes diz respeito, e que seus visitantes são apenas um inimigo externo. Mas seus visitantes fazem parte de vocês, são sua consciência.
41:24
Acredito que Kris realmente me ama, mas talvez não seja assim, talvez ele esteja apenas se defendendo. Por mim, quem está vivo, ele quer... Não, não é essa a questão. Não importa porque um homem ama. Não, não é Kris, é você... eu odeio todos vocês! Não me interrompa. Eu sou uma mulher! Mulher? Você não é sequer um ser humano. Entenda isso, se é que você é capaz de entender alguma coisa! Hari não existe! Ela morreu! Você é apenas uma reprodução uma réplica mecânica da forma! Uma cópia de uma matriz! Sim, talvez. Mas eu... eu estou me tornando um ser humano! Eu posso sentir tanto quanto qualquer um de vocês. Já consigo viver sem Kris. Eu... o amo. Eu sou um ser humano! Vocês, porque vocês são tão cruéis...
44:14
Levante-se! Meu caro! Nada mais fácil. Não devemos discutir dessa maneira. Perdemos nossa humanidade, nossa dignidade como seres humanos. Não, vocês são humanos, mas cada um à sua maneira. E é por isso que vocês discutem. Incomodo? Você é realmente um bom sujeito. Mas você está horrível! De fato, estou exausto. Você pode me ajudar? Um homem que dedicou toda sua vida em prol de um estúpido contato, para descobrir a verdade, não tem direito a ficar bêbado de vez em quando? Certamente sim, absolutamente. Diga-me, você acredita na nossa missão? Ficarei acordado por enquanto. É importante não dormirmos. Estou indo ver Fausto no seu laboratório. Nosso Fausto, Sartorius, ainda procura a cura para a imortalidade. Enquanto nós...
46:20
Se abríssemos todas as janelas, e gritássemos o mais alto possível Você acha que ele ouviria? Mas a quem vamos chamar? Que tal se o chicoteássemos? Podemos até mesmo rezar para ele... Qual é o problema? Achei que havia fechado a porta... Ela está sozinha lá. Vá em frente. Eu me sinto muito melhor. A estação muda sua órbita. Às 17 horas teremos 30 segundos de gravidade zero. Não se esqueça. Hari! Perdoe-me, querido, estava devaneando. Há algo errado? Não, não há nada errado. Está tudo certo. Ela bebeu oxigênio líquido... Foi por puro desespero. Isso vai ficar pior. Quanto mais ela fica com você, mais humana ela se torna. - O que você vai fazer? - Esperar até que ela volte. E então o que? Partir da estação? Kris, ela pode viver somente aqui, na estação.
54:50
Que mais posso fazer? Eu a amo. Ama quem? Ela? Ou a outra na cápsula espacial? Ela vai voltar. Ela pode voltar centenas de vezes. Não faça de um problema científico uma insignificante história de amor. Eu tinha um pressentimento de que isso ia terminar mal. Você deveria ajudá-la. É horrível, não é? Eu nunca vou me acostumar com estas ressurreições. Sou eu? O que?.. O que?.. Porque? Porque? Não... Eu não sou... Não sou ela... Hari... E você... e se você também não for... - Hari, não fale. - Eu não sou Hari! Talvez sua aparição seja um tormento enviado pelo Oceano. Mas você é mais para mim do que toda ciência! - Eu me pareço muito com ela? - Você pode ser parecida com ela. Mas agora você é a Hari real.
58:38
Diga me... Estou horrível? Olhe para mim? - Eu lhe inspiro asco? - Não. - Você está mentindo! - Pare com isso! Eu devo estar repugnante! Não toque em mim! Eu amo você! Hari, o que eu posso fazer? Nada... Eu não vou retornar à Terra. Vamos viver aqui, na estação. Estou com medo. A atividade do Oceano aumentou. Deve ser coisa do seu encefalograma. Sempre que demonstramos piedade, esvaziamos nossas almas. Talvez seja verdade. O sofrimento faz a vida parecer cinza e suspeita. Não, eu não acredito nisso... Eu não aceito isso... O que não é indispensável à vida é prejudicial de alguma forma? Não, isto também não é verdade. Não é verdade!
01:03:24
Lembra-se do sofrimento de Tolstoy sobre a impossibilidade de amar a humanidade em geral? Quanto tempo passou desde a última vez? Eu não tenho como saber... Ajude-me. Suponha que eu ame você. O amor é uma coisa que podemos sentir, mas não podemos explicar. Pode-se apenas explicar a idéia. Você ama aquilo que você pode perder. Você mesmo, uma mulher, seu país... Até hoje, a humanidade, o mundo, não pôde alcançar o amor. Somos tão poucos! Talvez a razão pela qual estamos aqui, seja para entender, pela 1a. vez, seres humanos como uma razão para amar? Ele está febril. Como foi realmente que Guibariane morreu? Você não me contou. Eu contarei a você mais tarde. Guibariane não morreu por medo, ele morreu por vergonha. A salvação da humanidade está na sua vergonha! Mamãe, eu... Estou duas horas atrasado. Eu sei. Como foi sua viagem?
01:07:22
Foi um pouco cansativa. Foi tudo bem. Está atrasando de novo. Vou acertá-lo. Você tem muito tempo. Eu não sei qual é o problema comigo... Eu me esqueci completamente do seu rosto. Você não parece bem. Você está feliz? Felicidade é uma idéia ultrapassada. Eu acho isso muito ruim. Me sinto tão só agora. Porque você nos machuca? O que você estava esperando? Você poderia ter telefonado. Você tem um estranho estilo de vida. Está desleixado, não cuida de você mesmo. Como você chegou a esse ponto? O que é isso? Espere, voltarei em breve. Hari... Como está? Sente-se melhor agora? Onde está Hari? - O que aconteceu? - Hari não existe mais. "Kris, lamento que tenho que decepcioná-lo. Mas não há outro caminho.
01:12:34
Esta é a única solução para nós. Eu mesma os pedi. Esta é a minha decisão. Não culpe a ninguém. Hari." Ela fez isso por você. Snout, escute... Acalme-se, Kris. E como foi?.. O aniquilador. Uma explosão de luz, e um sussurrar de brisa. E pensar que discutimos tanto nos últimos dias. Snout, porque estamos sendo torturados dessa forma? Perdemos o nosso senso do Cosmos. Os antigos não tinham tais problemas. Eles nunca perguntaram porque... Lembra-se do mito de Sísifo? Desde que enviamos seu encefalograma, nem um visitante sequer reapareceu. Algo além da nossa compreensão está acontecendo com o Oceano. Ilhas começaram a se formar na superfície. No começo era uma, depois outras começaram a surgir. Você está me dizendo que fomos compreendidos?
01:14:28
Assim? Logo de primeira? Pelo menos podemos ter esperança agora. - Quantos anos você tem? - 52. Faz tempo que você está aqui? Não leu meu currículo? Após tanto tempo aqui na estação, você ainda sente ligado com a vida lá embaixo? Suponho que agora você quer saber qual o sentido da vida, eh? Por favor, não seja irônico. Para um homem está feliz, o sentido da vida e outros temas da eternidade raramente o interessam. Deve-se fazer estas questões no fim da vida. Não sabemos como nossa vida vai terminar, eis porque temos pressa. Mais felizes são aqueles que nunca se preocupam com estas malditas questões. Questionamos a vida para buscar algum sentido. Para preservar as mais simples verdades, precisamos de mistérios. O mistério da felicidade, da morte, do amor.
01:15:59
Talvez você esteja certo. Mas tente não pensar sobre isso. Pensar sobre isso é como pensar sobre o dia da própria morte. Não saber essa data nos faz praticamente imortais. Bem, de qualquer forma, minha missão terminou. E agora? Retornar à Terra? Aos poucos, tudo voltará ao normal. Terei outros interesses, encontrarei outras pessoas. Mas não serei capaz de me devotar totalmente a eles. Tenho eu o direito de renunciar a um possível contato com o Oceano, ainda que ilusório com quem a minha raça procura ter um pouco de compreensão? Ficar aqui, entre as coisas que ambos tocamos, que ainda lembram nossos sussurros? Para que? Acalentar a esperança do sua volta? Mas tenho esperança. A única coisa que me resta é esperar. - Esperar o quê? - Sei lá... um novo milagre. Você está bem agora? Sim, estou bem.
01:17:36
Na minha opinião, é hora de você retornar à Terra. Essa é a sua opinião? Fim.

DOWNLOAD SUBTITLES: