ONE DAMNED DAY AT DAWN... DJANGO MEETS SARTANA | Full Movie | English | HD | 720p

ONE DAMNED DAY AT DAWN... DJANGO MEETS SARTANA | Full Movie | English | HD | 720p

SUBTITLE'S INFO:

Language: Portuguese

Type: Human

Number of phrases: 393

Number of words: 2604

Number of symbols: 12374

DOWNLOAD SUBTITLES:

DOWNLOAD AUDIO AND VIDEO:

SUBTITLES:

Subtitles prepared by human
00:14
DJANGO ENCONTRA SARTANA Olá, Johnny. Toma, isto vai para Santo Antonio. Algo para nós? Nada. Vamos! Forasteiro, esta é Black City. Acaba de chegar ao inferno. Parece pitoresca. Procuro hospedagem. Conhece alguma estalagem boa? Se for só por essa noite, pode ficar aqui, em minha casa. Obrigado. Se acostumará com o vento. Sopra de manhã e noite. Precisa de uma sopa quente. Vamos entrar. Entre e fecha a porta. Sinta-se em sua casa. Não é grande coisa, mas é cómoda e quente. Pegue uma cadeira. Não há outro lugar onde se hospedar. Não temos hotéis de verdade. Só há um par de quartos pequenos acima do botequim. Mas sempre estão cheios. Ah, já tem. Além disso, são umas pocilgas. Não seriam de seu gosto. A próxima diligência passa em três dias. Pensa esperá-la ou vai...
05:56
seguir até Rede Town? Se for assim, vai precisar de mulas. Estão nos subúrbios do povoado, no cruzamento. Nenhuma das duas coisas. Sou o novo xerife. Como se chama? Ronson e estive trabalhando em Denver City. Sim. É uma bela cidade. Amanhã podia mostrar-me o escritório do xerife. Sim? Bom, ali está. Não está em boas condições. - Viu-os? - Sim. Sabe quem são? Faz anos que vêm por aqui. Esse foragido mexicano, Sánchez... e seus bandidos. Homens maus. Melhor se cuidar. O que querem aqui? O que procuram em Black City? Como sabe quem são? É uma longa história. Você não vai gostar. Não é boa. São um punhado de renegados... da pior espécie. Todos assassinos, mexicanos, texanos, mestiços. Tiram-nos o que querem. - Um charuto? - Não, obrigado.
12:35
- Estão ali se quiser. - Não fumo. - Quem é este Sánchez? - Sánchez? O pior de todos. Todo o povoado o conhece. Filho, temo que caiu justo no meio de um ninho de vespas. - Quem é esse? - Nunca o vi. - Deixe-me! - Venha cá, pequena! Porco! Não, venha aqui. Sim? O que lhe sirvo? Está louco? Essa cerveja é cara. Veio de Chicago. Pague e depois beba. São as regras da casa. São $0,10 o copo antes de bebê-la. Está louco! Não me ouviu? Espera que eu a pague? Posso pagar com isso? Tome! Dê-me o seu melhor quarto. Meio dólar, xerife. Aqui cheira a estábulo. Tom! Sim, Sr. - Temos fome e sede. - Sim, Sr. Traga-nos cerveja, bacon e ovos. Disseram-me que chegou um novo xerife à cidade. Sim, Sr. Budd. Sim.
18:37
Possívelmente posso conhecê-lo. Como dirijo este povoado, é melhor que se inteire agora. O quanto antes saiba, melhor. Não quero que lhe aconteça nada. - Verdade, Tom? - Sim, Sr. Entendo que o novo xerife é ocupado. Oxalá não caia e sangre. Perdeu algo, forasteiro? Bom, deve ser o novo xerife. Esperei que viesse falar comigo, mas parece tão ocupado. Não se mete em nada, não? Quem diria que iria perder a pistola no seu primeiro dia na cidade? Parece mais um menino da mamãe. Melhor voltar a Denver City. Não quero que se magoe. Estará bem onde ela o possa proteger. Entre. - Olá, Willy. - Xerife. Como vai? Sente-se. Esperava a sua visita. É melhor que conheça a história do tipo que te abordou recentemente. Remonta-se aa cinco anos ou mais. É o Budd Wheeler. Nessa época... este era um lugar tranquilo onde as pessoas podiam levantar o seu lar...
20:32
e não tínhamos pistoleiros. <i>Mas um dia apareceu Budd Wheeler. Ninguém sabe de onde veio...</i> <i>mas mal chegou aqui, uniu-se ao Sánchez.</i> <i>E após isso, Black City está à sua mercê.</i> Alto aí! - Hei, ouça! - O que quer? Água. Tenho sede. Faz calor. Toma. O que estão fazendo? <i>Budd Wheeler libertou o Sánchez e desde esse dia, foram carne e unha.</i> <i>Sánchez está louco.</i> <i>No México, a sua cabeça tem um preço muito alto.</i> <i>E, acredite, onde ele vai, vai a morte.</i> <i>E ninguém se animou a enfrentá-los?</i> <i>Sim, um homem se animou...</i> <i>logo depois de ver que Budd Wheeler e Sánchez mataram os seus amigos.</i> <i>Frank Culter.</i> <i>Pobre Frank. Não basta ter coragem.</i> <i>Onde está o Frank Culter?</i> Foram três loucos. Mataram os meus amigos a sangue frio. a primeira coisa que fiz foi vir aqui o quanto antes, xerife. E se lembra desse mexicano.
31:15
Reconheci-ao em qualquer lugar. A ele e ao Budd Wheeler. O outro parece um chinês. - Certeza que um deles era Budd Wheeler? - Certeza. Posso jurar. - Você é o irmão do Frank Culter? - Sim, Sr. Onde ele está? - Onde ele está? - Frank ainda não voltou. Entre, Frank. Seu irmão cozinha bem. Sabe quem sou? Olhe-me bem. - Devo tê-lo visto uma vez. - Sim? Uma vez? Mas não sabe quando. Ouvi dizer que anda falando com o xerife. lsso não é bonito. Verdade, Culter? O xerife é um pouco intrometido... e não queremos que ande farejando, não? Culter, não incomode o xerife. Já lhedisse que possívelmente o vi uma vez. Certeza que foi só isso? Frank! Agora me viu duas vezes. Diga ao xerife que o estarei esperando. Essa é a história de Black City. Tinha que te contar isto O problema é que a lei necessita testemunhas, e não temos nenhuma.
34:37
E o xerife Mason, não fez nada a respeito? Sempre pensei que era muito honesto. Prendeu alguém? Não tinha provas, até que chegou Frank. Com o Frank como testemunha de assassinato a sangue frio, o xerife... ia prender ao Budd e executá-lo. Acharam os irmãos no seu rancho ao amanhecer. <i>Umas horas depois...</i> Procurava-me, xerife? Estava aqui pensando em ti, Wheeler. O achamos morto ali mesmo. Após isso, aqui não houve mais lei e ordem. Quem é ela? Uma mexicana chamada Dolores. É uma linda potranca, não? Gosta? É gracioso, não? Café amanhã às 7. Sim, Sr. Bom dia. Seu café da manhã, senhor. Trago-lhe ovos e café. Obrigado! Antes que vá, quero falar contigo. Quer café? Vem. Já sei seu nome. Dolores.
37:05
Bonito nome. Fale-me de sii. - Temo que há muito que contar. - Adiante. Está bem. Faz uns dois anos que vivo em Black City. Meu pai era americano, mas vivi quase sempre no México. Sánchez trouxe-me aqui à força e ameaçou matar a minha família... se não respondesse aos seus desejos ou fugisse. Mas está louco. Não tem limites. Conte-me sobre este tal Sánchez. É um bandido. Há um preço alto por sua cabeça no México. Fazia muito que não tínhamos xerife em Black City. Por isso se esconde aqui. Além disso, é muito amigo de quem dirige Black City, Budd Wheeler. Sánchez é um louco, assassina a tudo que lhe cruza o caminho. Mata-os e chama de "defesa própria" porque nunca há testemunhas. - Mata-os a todos. - Sabe onde posso encontrá-lo? Não será fácil. Nunca está muito tempo num lugar. Chega de improviso e fica uma noite. É um porco.
38:26
Vem à cidade muitas vezes. Deve ser muito importante para ele, não? Pergunto-me o que quererá aqui. Como disse, protege o seu amigo Budd Wheeler. Nosso jovem xerife vai passar maus bocados. Sei que Budd Wheeler tem um conhecido do que Sánchez falou. No povo o chamam "o verme", mas chama-se Joe Smith. O estranho é que quando Budd e Sánchez estão na cidade... no manhã seguinte, Joe Smith carrega duas bolsas grandes no seu carro e parte por dois dias. Continua. Está mais interessante. Ninguém disposta muita atenção. Seria imprudente. Budd é ardiloso, nunca se reúne com o Joe. Sánchez só se junta com ele. Encontram-se de noite perto do velho armazém. lsso é tudo? É tudo o que sei. Mas é fácil falar com o Joe Smith. Está acostumado a estar no do barbeiro, Ben Arthur. Fica em frente ao "Saloon".
39:41
Muito obrigado, Dolores. Ajudou-me mesmo muito. Veja isso. Um saboroso bocado, né? Se alegrará ao nos ver. É mesmo bonita. - Aproximemo-nos. - Certo. Está sózinha, beleza? Vem cá ter comigo. Vem cá! Vem cá! Socorro, Peter! - Não resista! Beije-me! - Solte-me! - Peter! - Meg! O que aconteceu? Alto! O que pensa fazer? Quer bem rasa, Joe Smith? Sim, Arthur? Talvez deva carregarr um pouco para testar. - Testar, ficou louco, Ben? - Fala antes que te degole. Falar o quê? O que está dizendo? Esteve bebendo? Não ouve bem? Talvez lhe deva limpar os ouvidos. Quem matou os irmãos Culter? Fale! Está bem. Foi Budd Wheeler. E disse que não sabia de nada.
43:39
Alto aí. Não se mova. O que aconteceu, forasteiro? Tive que fazer isso. - Tem razão. - Foi defesa própria. Mataram o Peter Sturgess! Mataram-no. Uma bala no coração. Venho da sua fazenda. Melhor eu ir para lá. Indica-me o caminho? Vai chegar um pouco tarde. É meu dever. Onde fica? Pega o primeiro caminho de saída à direita... e serão 15 km até os Sturgess. Não pode errar. Vamos. Lamento ter que incomodá-la... mas é importante falarmos. Permite-me? Serão só uns minutos. Sou o novo xerife. Quero levar os assassinos à justiça. Já não pode fazer nada por ele. Agora vá, por favor. Peter! Peter! Sinto muito, mas preciso de sua ajuda. - Senhora? - Continua aqui? Quero que vá! - Se vá! - Acalme-se. Achar os assassinos, não ajudará o meu marido.
47:36
Não me pode devolvê-lo. Está morto! Assassinaram o meu Peter! - O assassinaram! - Controle-se! - Basta! - Calma, basta! Disse basta! Juro por Deus que os assassinos vão pagar por isso. Oh, Peter. O que se passa, tolo? Pedimos 4 cervejas e trouxe três. Dê-lhe uma lição. Alto aí. Bart. Esse é bastante bom. Não te disse para ir? Ontem disse que te queria fora da cidade. Ou está querendo que eu te ensine algo primeiro. Queima, não? É melhor ir embora. Teve mais uma oportunidade. Quero-o fora daqui amanhã de manhã bem cedo. Acabou. Saia amanhã ou nos enfrente na rua principal às 6 h. Faz frio a essa hora, mas um chumbo quente vai-te aquecer. É hora do menino da mamãe voltar para casa. Despeço-me já! Pois não espero que apareças. Não, Budd Wheeler? Ver-te-ei lá. Entre!
52:48
Bom dia, xerife. Quero ocupar o seu lugar esta manhã. É muito difícil para alguém como você enfrentar um tipo como ele. Mas não para mim. Ele é um bandido sem escrúpulos. Você não tem experiência com alguém como ele. O risco é grande com o vento nos olhos, por isso quero ir. Podem atirar em si de ambos os lados. Na Academia... acerta o alvo 50 vezes... e consegue o titulo. Mas aqui é diferente. Aqui é só trapaça. Os alvos movem-se... e são de verdade. Sim, movendo-se ou não, não mudará as coisas. Já se explicou, agora vá. Quero ficar sózinho. Prometi a minha mulher que pegaria o assassino de seus irmãos. Sei quem são e quero-os. lsto é entre eu, representante da lei, e Budd Wheeler, Sr. De acordo. Vamos brindar por isso. Há uma tormenta terrível. E faz frio. Sinto muito, mas tive que fazer isso. <i>Até que enfim temos um xerife em Black City.</i>
58:46
<i>Sim, foi espetacular. O vi tudo da janela.</i> <i>- Eu também. - Budd teve seu castigo.</i> <i>Certo. E o seu velho amigo Sanchez? O que acontecerá quando souber?</i> <i>Tenho certeza que o mexicano matará o xerife antes que toque na pistola.</i> <i>Sim, concordo contigo.</i> Olá, gente. estão sabendo? - Da luta entre Sanchez e Paco? - Que coragem enfrentar o Sanchez. Vão lutar no Rio Branco. Paco é muito forte. Lutarão até a morte! Sanchez vai ganhar. É muito forte. Paco vencerá. - Eu aposto que Paco vence. - Quanto? Meu burro contra três garrafas de vinho. PARA O DEPTO. DE POLlClA DENVER ClTY Bom dia. Bom trabalho. O melhor que se viu nesta cidade. Teve muita coragem. Temos sorte em tê-lo aqui. Só que falta um longo caminho para estabelecer a lei e a ordem. - Demonstrou ser o diabo de um homem. - É o que você acredita.
01:01:31
Disse que tenho coragem. Não demonstro muita coragem... fazendo isto. Aqui está a minha demissão. Não nos pode abandonar agora? Por favor, dê essa carta ao condutor da diligência e as minhas malas. Que as deixe no correio em Denver City. - Vou para o norte. - Mas... deixar o povoado sem xerife outra vez é como um cavalo sem cavaleiro. Não pode ir agora. Sanchez queimará o povoado quando menos pensar. Quando souber que Wheeler está morto, não ficará ninguém com vida. - Está brincando ou está louco. - Se Sanchez vier ao povoado... vai ter uma surpresa. Vou-me embora. Dá-lhe, Sanchez! Sanchez! Sanchez! Budd Wheeler está morto! Mataram-no mais os seus homens! Maldição! Maldição! Voltemos a Black City! Vamos! Willy... - Aonde vai o xerife? - Black City não tem mais xerife. Entregou-me a demissão. vai para zonas desconhecidas.
01:05:17
Para o norte. Sabe que não há uma maldita pessoa que nos possa defender contra o Sanchez. Ele vai voltar. Não se preocupe. Estava indo vê-lo, xerife. Fui grossa o outro dia. Sinto muito. Sei que cumpria com o seu dever. Só lhe peço que me deixe ajudá-lo no que poder. Quero saber o que aconteceu. Como poderia saber que algum dia perderia o Peter? Não teve chance. Estava cheia de dor. Não tem que se desculpar. Eu era um estranho para si. Já não sou o xerife de Black City. Demiti-me. - Não voltarei. - Vai-nos abandonar agora? Deus! lsso é como pedir ao Sanchez que nos massacre. Quando souber sobre Budd, enlouquecerá. Não tem compaixão pela gente desta cidade? O que devem fazer? lmplorar que os perdoe? Não ia querer isso. Sem o seu amparo, quem vai deter o Sanchez?
01:07:23
Ninguém. Agora não temos xerife. Porque se foi ele embora? Ambos teriam vencido o Sanchez. Agora vai enlouquecer e destruirá a cidade. Matar-nos-à a todos. Tom, o costume. Dolores! Venha aqui! Dolores, agora diz-me quem foi o filho da mãe que matou o meu amigo Budd. Não sei. Responde. Escutem-me. Vão-me dizer quem foi. Quem assassinou o Joe Smith e o Budd. Tom! diz-me quem foi. Eu não sei de nada. Estás a mentir, seu porco! Fui eu, Sanchez. Eu atirei. Ninguém mais. Eu era o xerife desta cidade quando os matei, mas... Já não sou. Bem, Sanchez, é muito valente com seus homens por trás, verdade? Mas sem eles, espero-te lá fora amanhã de manhã. Às 6 da manhã, cara a cara e ninguém que nos ajude. Você! Ouviram o que ele disse? Vou comê-lo ao pequeno almoço! Ouviram? Tom, traz-nos algo para beber!
01:11:42
Pensei que precisa de ajuda. Seria bom uma ajudinha. Não a quero. Quero que vá. Está bem, se pensa assim. Brindemos por isso. Será muito duro para si amanhã. E nada de seus truques, entendido? O convite é meu. - Certo! - Beba e saia. Sanchez não é Budd Wheeler, é muito rápido. Com o Sanchez ou sem o Sanchez, desta vez não intervirá. Já fez a minha reputação crescer bastante nesta cidade. Estou-lhe a dizer para não se meter, e além disso, cumprirá! Sei sobre si! É um homem famoso, Django. Quer a recompensa. Não é verdade, Django? É apenas um caçador de recompensas. Sua esposa e irmãos, foi tudo uma farsa, não? E não se importa quem morre, não é? Só quer o dinheiro, mas alegava que era vingança. Sanchez! Acorde, é hora de ir! Estão todos prontos.
01:14:23
Já estou acordado. Espere lá fora, Miguel. Tu cabra, traz-me um café! Vou-te apanhar, Sr. sortudo... Xerife! Venha buscar-me! Está acabado! Saia, xerife! Se não, eu irei atrás de si! Viu? depois de tudo, precisava de mim. Nunca se sabe, claro. Sou Sartana, mas nesta cidade chamam-me de Jack Ronson. Até nos vermos de novo, amigo. Adeus!

DOWNLOAD SUBTITLES: