Dwarf Fortress Review | Strike The Earth™ | Praise ᚨᚱᛗᛟᚲ

Dwarf Fortress Review | Strike The Earth™ | Praise ᚨᚱᛗᛟᚲ

SUBTITLE'S INFO:

Language: Portuguese

Type: Human

Number of phrases: 220

Number of words: 2049

Number of symbols: 9925

DOWNLOAD SUBTITLES:

DOWNLOAD AUDIO AND VIDEO:

SUBTITLES:

Subtitles prepared by human
00:00
E aí, pessoal. Aqui é o Sseth. Hoje eu vou falar sobre um jogo cult que ainda é atualizado e desenvolvido até hoje. Um jogo sobre crônicas das vidas e conquistas de camponeses alcoólatras que sofrem em evitar a sobriedade. Um jogo onde os eventos mais ridículos acontecem todos os dias, onde civilizações ascendem e caem só porque alguém deixou um Necronomicom em uma livraria pública. Um jogo onde a interface é tão inútil e cheia de coisas que você honestamente ia torrar melhor seu tempo usando o Excel. Eu tô falando, é claro, do jogo Dwarf Fortress. Dwarf Fortress não é tanto um jogo quanto é um simulador complexo de mundo de fantasia. Programado por um cara durante 20 anos, e, provavelmente, ainda será durante todo o resto da vida natural e não natural dele, enquanto a gente paga o Tarn Adams um corpo sintético que sirva pra ele focar no que realmente interessa. Dwarf Fortress realmente é um dos maiores projetos autistas que já floresceram. Outro fato é que é o jogo mais complicado de rodar no PC. Até mesmo um processador i7 se fode
01:20
no momento em que você esquece de esterilizar seus gatos. Se não fosse pelo crescimento tecnológico dos requerimentos de Dwarf Fortress, a AMD e a Intel estariam fudidas agora mesmo. Até pra começar a jogar Dwarf Fortress, você vai precisar de remédios prescritos. Mas o mais importante é que você precisa de um mundo para jogar nele. Aí a gente cria um. Nós configuramos uns parâmetros e o jogo então calcula 250 fodendos anos de História pra esse mundo randomicamente gerado. E, dependendo do seu computador, isso também pode levar 250 anos. Uma vez que esse mundo é criado, é todo seu. E, igual a sua parceira abusiva, ela vai lhe fazer conchinha e te descer o pau. E a cada vez, você vai querer mais. Há dois modos que você pode jogar em Dwarf Fortress. Você pode, ou embarcar em terras distantes, ou liderar uma fortaleza para arruinar, ou morrer horrivelmente em busca de uma aventura. Para começar, vamos no modo Fortress. Tudo que é preciso fazer é selecionar um lugar massa para embarcar, e é só isso aí. Considerando os mitos que o pessoal diz, Dwarf Fortress não é complicado. Só siga uns tutoriais aí e você se tornará em um veterano rapidinho.
02:21
Você deveria baixar também o Lazy Newb Pack, porque o jogo é quase injogável sem ele. Alguns podem discordar com isso que eu disse. Mas, pra ser direto, eles tão errados pra caralho. São os mesmos marmanjos que vão discordar do tipo de tile set que eu uso, ou que eu uso um tile set. Pra minimizar essas desavenças e deixar esse vídeo mais acessível de se assistir, Eu vou usar aleatoriamente todos os tile sets. No modo Fortress, você começa com 7 anões no objetivo complicado de iniciar uma civilização. Quanto mais tempo você sobreviver e brilhar, mais pessoas irão chegar de cidades vizinhas, atraídas pela premisa do crescimento da sua fortaleza. Desde então, qualquer coisa pode acontecer. Desastres, tragédias, invasões e rebeldias, que podem ameaçar a sua fortaleza em qualquer momento. Mas, vivendo ou morrendo, não esqueça: "Perder é divertido." É impossível ter controle e conhecimento de tudo. Então me deixe contar umas histórias. A primeira fortaleza que eu fundei era 100% horrível. Não tínhamos metal. Então nós lutávamos com varetas e trocávamos cerâmicas por qualquer resto de metal.
03:22
Nós também vivemos em medo constante. Havia uma lobizebra na espreita. Ele ficava comendo minhas galinhas e esmagando meus anões, como se eu não conseguisse escapar da ameaça de furries fora do jogo, acabam me atormentando nos meus videojogos também. Aparentemente, a lobizebra era um músico humano que tocava na minha taverna. Então eu deixei ele ficar e levar umas galinhas pro Céu. O lugar deu até que certo. Cinco anos e quase que zero invasões. Como é que é? Eu perguntei pra um amigo meu que conhece Dwarf Fortress pra dar uma olhada. Ele voltou em choque e me disse: "Você não tá em guerra com os goblins, mas como isso?" Eu não fazia ideia. Minha fortaleza era um cafofo de cultura e aprendizado. De folias animadoras e reconhecimento diplomático. A vida na sua maior normalidade. Só que então, um dia, um dos meus convidados de honra, um lutador humano lendário bebeu demais da conta e começou a se rebelar. Ele foi em cima de uma goblin dançarina e arrancou a mandíbula dela. Enquanto ela gritava, ele começou a descer o pau nela com a tal mandíbula. A situação piorou rapidamente,
04:24
enquanto ela revidou a situação. Meus outros anões, vendo que aquele homem estava sendo atacado, e, tendo sua vida ameaçada, usaram de autodefesa para remover o elemento que se usa para mastigar comida, partiu para uma briga daquelas. Foi um banho de sangue e marcou o início do motim racial. Cada goblin na minha fortaleza foi estraçalhado. Pelo nosso ato de limpeza racial, os goblins declaram guerra contra nós, uma que nós não conseguiríamos vencer. E tudo porque um retardado não conseguiu aguentar os efeitos do vinho de cogumelo. Meses depois, minha fortaleza foi engolida pela horda de goblins. Os que não foram mortos se isolaram, enlouqueceram e se comeram. O resto, morreu de fome. Dwarf Fortress, uma experiência inocente e divertida pra toda a família. Minha segunda fortaleza foi levemente melhor, até eu escavar mais fundo. Minha terceira? Bem, a gente já até sabe como que isso terminou, né não? Um dos meus anões acabou sendo possuído, então eu isolei ele da sua oficina, esqueci dele, e acidentalmente abri a cripta dele no meio da cidade. O odor do corpo decomposto dele emergiu por lugares diversos, deixando todo mundo louco só por ver e sentir o cheio do cadáver.
05:30
No caos, uma mãe derrubou o próprio bebê em uma água bem rasa. A criança se afogou, o que levou a mãe a ter uma crise e atacar um anão especialista em maços, que decapitou ela. Os corpos causaram mais crises, o que causaram em mais corpos mortos, o que eventualmente reduziu minha população a uma só pessoa, um único anão que agora é considerado lendário, ganhando experiência descendo metal no pescoço de todo mundo. Minha quarta tentativa foi até marota. A fortaleza ainda está de pé, como um lembrete de porque focamos em saúde e segurança. Eu li na internet por aí que você pode treinar seus anões de um jeito extremamente rápido, construindo uma "danger room". A ideia é simples. Nós colocamos os anões em uma sala cheia de armadilhas. Nós ativamos as armadilhas, e nossos guerreiros irão esquivar e bloquear cada uma delas. Mas tal processo não foi tão rápido. Para isso, substituímos as armadilhas com moedas. Ativamos a alavanca e 500 moedas fresquinhas começariam a ricochetear muito rápido pela sala, transformando nossos anões em soldados instantaneamente.
06:32
NO ENTANTO, não deu certo. As 500 moedas do nada ricochetearam em uma alta velocidade e destruíram as traqueias dos anões. Até mesmo os melhores cirurgiões não conseguiram operar eles rapidamente para restaurar o oxigênio deles. A causa da morte foi dada como asfixia por moeda corrente. Não larguei da ideia. Eu tentei melhorar nisso de treinamento por moedas. Eu fiz meus homens usarem cinco camadas de algodão no pescoço deles. O resultado: várias mulheres se tornaram viúvas, e uma dúzia de homens agora terão de ser enterrados sem uma garganta. Aparentemente, moedas são bastante perigosas. Tentativa número 5, minha atual e última fortaleza. Um dia, eu recebi uma notificação: um dos meus mestres em gravuras havia acabado de esculpir uma obra de arte na parede da sala de jantar. Eu fui ver a gravura e li a descrição. Ele esculpiu uma imagem de si, esfaqueando outro anão. E logo após, ele esfaqueou mesmo o anão. Mas que cavalheiro. Isto foi também na mesma época que eu embarquei em um bioma assombrado. E, na minha opinião, não faça isso. Ninguém morre em um bioma assombrado.
07:34
No momento em que você mata um animal, ele ressucita na hora. No momento em que você decepa um membro, ele se torna possuído e tenta te enforcar. Você sabia que isso se aplica a mariscos e crustáceos? Eu não sabia não. Mas eu perdi um ótimo pescador para um monte de conchas de lagosta. Se tudo isso for muito pra entrar na sua cabeça, então você pode jogar o modo Adventure. O modo Adventure lhe permite criar e controlar um personagem, que interage, influencia e faz a forma do mundo. Repetindo, é impossível ter controle e conhecimento de tudo. Então em vez disso, eu vou lhe compartilhar umas artimanhas dos meus personagens. O primeiro personagem que eu criei foi um humano localmente reconhecido por seus atos de heroísmo. Eu não manjava os controle e eu não tava afim de aprender. Eu passei o tempo todo acusando crianças de serem vampiras e jogando prata nelas até morrerem. Ninguém interviu na minha cruzada contra a escuridão. Incidentalmente, um dos que eu acusei era realmente um vampiro. Que me matou na mesma hora, pra se livrar da evidência. Meu segundo personagem era um kobold, que integrou-se com sucesso na civilização moderna.
08:37
Para demonstrar o quão integrado eu era na civilização, eu imediatamente assassinei o Rei. Pela minha surpresa, os guardas... sequer se importaram. Minha recompensa por regicídio era... monarquia. Eu me tornei o novo Rei deste reinado. Passei o resto da minha carreira espalhando rumores que o Rei anterior foi assassinado... Passei o resto da minha carreira espalhando rumores, de que o Rei anterior foi assassinado... por eu mesmo. Todo mundo se recusou a acreditar, e disseram que eu, o Rei, tava de zuera. Meu terceiro personagem finalmente encontrou um livreto massa. Um livro de magia negra. Que eu generosamente doei para uma das livrarias da fortaleza. Depois de se aposentar das aventuras e só ficar fazendo vistoria no lugar, eu fiquei surpreso em ver que o lugar estava cheio de mortos-vivos. Aí eu fiquei entediado e instalei uns mods que vão de acordo com a lore. Atualmente eu estou jogando como o Vegeta, um príncipe Saiyan local que acidentalmente usou transmissão instantânea para se teleportar ao Inferno. Lá, eu aprendi que o sistema de luta dele no Dwarf Fortress é extremamente elaborado, permitindo Vegeta estrangular demônios enquanto ele arranca seus pescoços. Depois de voltar do submundo, Vegeta passou várias horas vomitando no povo da cidade
09:40
e indiretamente matando crianças por meio de flexões. Mais tarde naquele dia, um servo elfo recusou a se render ao príncipe Saiyan. Ele rejeitou suas demandas generosas por ambos os sapatos em troca de sua vida. Agora pra ser sincero, eu não sei muito da lore do Dragon Ball, mas eu não lembro o Vegeta ser capaz de usar Destructo Disc. Mas quem dá a foda? Nesse mod, ele consegue. Então, eu decapitei uma penca de elfos com discos de energia e virei um macaco gigante. Aí eu fiquei porre e me enfiei no chão, pra roubar os genitais das pessoas. Caso você sequer tenha percebido, Dwarf Fortress é um puta de um jogo. Acrescentando, ele é único. Não há nenhum jogo igual a ele. É um caixa de areia e você faz sua própria diversão. E se você ficar entediado de areia, existem bilhões de mods que transformam o jogo em algo muito mais intrigante e divertido. Eu sei, é difícil pra porra pra aprender. Mas abrigos para idosos também são. Eu dou uma pontuação perfeita. Perfeição é subjetiva, sendo que é por isso que todos irão ver algo diferente. Ou algo gay. Como sempre, tem mais conteúdo vindo no horizonte, então fiquem ligados. Este vídeo será lançado bem mais tarde do que o esperado.
10:41
"Mas como assim, Sseth, seu preguiçoso de uma desgraça?" "Tá nem pegando nossa bufunfa desde novembro 🤔" Vou mentir não, eu arrumei um trampo em dezembro. Aí eu percebi que eu consigo fazer as coisas 100x mais por eu mesmo. Sinal de dedicação. Seth tá o dia todo agora. Agradecimentos pros vários membros da Merchants Guild, que generosamente bancam esses vídeos tudo. Vocês são massa. Perdi a chance de dizer isso antes, então, Feliz Natal, Feliz Hanukkah, e tenha Feliz Ano Novo. [o cara da legenda em inglês tá certo, haja tempo livre e paciência pra fazer essas legendas]

DOWNLOAD SUBTITLES: